Alquimides Daera
  • João Pessoa PB
  • Brasil

Amigos de Alquimides Daera

  • MARCELLO LOPES NEVES FILHO
  • Gustavo Nogueira
  • Abdon Napy Charara Neto
  • Daera Produções

Projetos

Carregando... Carregando feed

 

Página de Alquimides Daera

Informações do Perfil

*
Diretor presidente na empresa Clube do Jazz Paraíba Brasil. Cantor compositor instrumentista produtor musical. 1970 iniciou seus estudos de composição e regência de coral violão e canto, apresentando-se em bares, casas de shows, festas populares, mostrando o que há de melhor da música brasileira 1976, Cd "Identidade Nordestina" Primeira turnê em São Paulo, participou das Bandas, Os Natos de Itaporanga. Os Invictos de Piancó, Terraço de Som de Campina Grande, em João Pessoa participou da Banda Metalúrgica Filipéia, Banda Eucalipto São Paulo, 1989 Coral da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo como tenor, nos seus estudos de composição e regência de Coral. 1978 Cd Coral das Águias Marinhas em parceria com Geraldo Vandré. 1980 Projeto Pixinguinha, com o show de voz e violão "Caminho dos Ventos" gravado ao vivo no Teatro Severino Cabral Campina Grande PB 1989 Cd "Amor Sublime" Em 1990 turnês na Paraíba em bares, casas de show e interior do Estado. 1993 Cd " Geografonauta " em parceria com Silvestre Almeida Filho 1994 produz o Cd 50 canções de Amor e um Poema de Espera de Ronaldo Cunha Lima em parceria Cd “Enigma”. 1998 Show Fortaleza Interior em Santa Catarina, produziu a Banda Fishiman 2001 produtor musical e participante do Cd Conexão 200 / coletânea com artistas do estado. 2002 Clube do Jazz Paraíba Brasil CD "Jazzbaião". 2003 Cd duplo "Simples Paz"/ 2004 Clube do Jazz Paraíba Brasil. Cd " Um Amor Quase Exemplar " em parceria com Edson Vidigal. 2005 Cd Software do Destino em parceria com Ajalmar Maia 2006 Campina Jazz Festival l 2007 Campina Jazz Festival ll 2008 Campina Jazz festival III 2010 Cd Memorial coletânea de clássicos da Bossa Nova, Associação de autores e compositores do Paraná. 2011 Projeto Autoral gravado ao vivo / 2012 Amores & Blues 2016 coletânea autoral.
2018 Música e poesia da Capitania de Wanmar.
Poema sinfônico Geraldo Vandré, Beatriz Malnic e Alquimides Daera. Orquestra sinfônica e coral do estado da Paraíba.
*
O repertório está cada vez mais apurado com músicas que sensibilizam o ouvinte, a qualidade da apresentação demonstra dedicação e profissionalismo, fruto de um trabalho de equipe sempre em harmonia.
*
Projetos que estimula a produção e o consumo de cultura musical, não só como desenvolvimento intelectual do saber mas como conjunto de valores e costumes considerados fatores sociais.

TV CLUBE DO JAZZ PARAÍBA BRASIL



Fotos de Alquimides Daera

Caixa de Recados (83 comentários)

Você precisa ser um membro de CLUBE DO JAZZ PARAIBA BRASIL para adicionar comentários!

Entrar em CLUBE DO JAZZ PARAIBA BRASIL

Às 12:16 em 21 fevereiro 2019, Daera Produções disse...

Eu não me calo,
ninguém pode falar por mim,
a voz é sua, fale o que quiser.
Eu não me abalo,
ninguém pode amar por mim,
cada um com sua sina,
deve sempre seguir.
Cada um é quem sabe de si,
ninguém deve interferir,
no seu rumo, no seu caminho,
no curso do seu rio,
que deságua no mar
do seu amor, da sua paixão,
do coração sonhador.
Só mesmo a música
para aliviar a dor,
a desigualdade social,
de quem nunca soube o que é amor.
Só mesmo o tempo
nos ensina aprender, que à
música é pra quem sabe ouvir,
e jamais esquecer.
o sonho de fazer amor,
que vem de dentro da razão
em voz alta, um blues,
em forma de canção.
A nossa música é uma sinfonia,
de sonhos e desejos, em harmonia
com os sentimentos de amores,
por isso eu canto, pra te dar esse amor
o encanto que desencantou.

Às 20:43 em 13 fevereiro 2019, Daera Produções disse...

Às 18:20 em 9 fevereiro 2019, Daera Produções disse...

Às 18:35 em 6 fevereiro 2019, Daera Produções disse...

Pra você que me esqueceu 
vou fazer você lembrar 
dos momentos que vivemos 
do amor que não fizemos 
Pra você eu guardei 
o melhor do meu amor
o meu sorriso, a minha alegria
tudo que ficou entre nos
entre o céu e mar
no entardecer da lembrança 
toda minha esperança de te amar
eternamente.
Hoje eu sei que amanhã 
estarei sempre ao seu lado 
contemplando esse amor
relembrando a felicidade
os sonhos mais lindos
o destino que nos revelou 
a distância que nos separou 
talismã sem pá um coração partido
de tanto amar um amor proibido 
desejos escondido na lembrança 
abraços e beijos contidos na esperança
do teu olhar que ficou guardado em mim
esse amor é quem me levará até o fim.

Às 0:44 em 15 outubro 2018, Alquimides Daera disse...

 

Nasci de um poema
criei-me na poesia
compondo sentimentos
cantando e tocando melodias.
Venho das ondas magnéticas
das vibrações das cores
das usinas cibernéticas
da ciência dos amores
da estação das flores.
Sou da fronteira do além
das águas do teu mar
do mais profundo querer bem
das terras de benvirá.
Alquimides Daera
Bandolina de Wanmar
das esferas reluzentes
das terras cobertas de mar.

https://soundcloud.com/alquimides/poema-1

Às 21:13 em 25 setembro 2018, Alquimides Daera disse...

Vem lá dos meus sentimentos
adentro o infinito do meu ser
das profundezas da alma
do meu bem querer
do meu porto seguro venho lhe dizer da luz que reluz os teus olhos brilham mais quando olho pra você
posso sentir seu amor
brilhar dentro de mim
posso ouvir sua voz
me chamar pra sorrir
navegando em pensamentos
encontrei você pra sonhar
amor puro e verdadeiro
inteiro pra se amar
libertário sentimento
de amor ao luar
alimentando a esperança
do meu eterno amar
de tanto querer
gostar de você
de ser feliz por merecer
o seu amor lindo e gostoso

carinhoso de todo prazer.

Às 18:41 em 23 setembro 2018, Daera Produções disse...

Agora estou pensando no amor
fortalecendo o sentimento, iluminando o pensamento
de um sonhador.
Nesse instante estou,
olhando o seu rosto
sentindo o cheiro da sua pele
lembrando o seu sorriso
ouvindo sua voz sussurra
nos meus ouvidos.
Quando te vejo te desejo
quando me olhas desabrocha
o prazer de florir.
Aí o destino atrai você pra mim
quando te vejo, me desfaço
meu coração perde o compasso
e eu me perco no seu abraço.
Ela vem bailando
em noite de lua cheia,
flutuando no ar do meu olhar ,
brotando a flor do seu amor,
no jardim da fantasia
fazendo versos de alegria
no universo da poesia.
Navegando no cenário da beleza,
contemplando a natureza
no olhar dessa menina,
fotografando a paisagem do seu corpo suas cores deslumbrantes, colorindo meu destino.
Estou dentro do teu pensamento
do teu sonho de amor
na alegria do teu sorriso
no sofrimento da tua dor.
Nunca é tarde pra viver
sonhar com o prazer
voar nos sentimentos
no infinito do querer
você é meu alimento
minha paz, meu lamento
meu verdadeiro sentimento
de ser humano pra ser humano.
Que essa fonte de luz
harmonize a claridade
do teu sonho de amor.

  1. http://autores.ning.com/profile/daera
Às 14:12 em 20 setembro 2018, MARCELLO LOPES NEVES FILHO disse...

     Alquimides:

     _____ Tudo bem?

    Também aguardo a sua amizade aqui.

    Um abraço e fique com Deus!

    Marcello Lopes Neves Filho

     Seu admirador número um.

Às 10:29 em 21 agosto 2018, Daera Produções disse...

Quem nunca morreu de amor, morreu
quem já morreu de amor sobreviveu
e assim com esse presente
vai descobrir lá na frente
como é gostoso morrer de amor.
Viver sem amor não compensa
a vida não dá recompensa
e tudo só passa de ilusão
no amor a gente pressente
que a vida dá de presente
uma nova emoção.
Não importa qual o caminho,
o amor te dá certeza
de que nunca vai estar sozinho
que vives uma nova grandeza
abrace a vida com beleza.
sabendo que esta é perfeita
o coração vai e vem na correnteza.

Às 20:09 em 11 agosto 2018, Daera Produções disse...

Ô meu amor não fale por mim 
não adianta você duvidar 
do que em sinto por ti
Ô minha flor de jazzmim
sonhos de amor não devem 
morrer e jamais ter fim.
Vou vivendo sonhando 
sentindo este amor
Hoje sei que você ainda 
não aprendeu a amar
sei que não vou embora, 
mas não vou lhe deixar
ti levarei nesta canção 
eu só espero que você

nunca esqueça do amor

que tenho pra ti dar
não tem por que ficar 
sofrendo por amor
se todo amor é assim
não tem palavras que conforte a dor
quando um grande amor vai partir
Você foi tudo para mim

começo meio e fim

Às 17:54 em 10 julho 2018, Daera Produções disse...

Vivo, na lembrança do passado
na fortaleza da esperança
do mais terno querer bem.
Sonho, vem surgindo com o sentimento
o amor gravado na mente
do mais belo pensamento.
São palavras que a voz não diz
poemas que não recitei
linguagem que não aprendi
canções que nunca cantei.
A formula do amor
o sentindo do prazer
a luz da tua beleza
irradiando o meu ser.

Às 21:17 em 28 junho 2018, Daera Produções disse...
Às 21:15 em 28 junho 2018, Daera Produções disse...
Às 10:48 em 31 maio 2018, Daera Produções disse...

Às 15:59 em 16 maio 2018, Daera Produções disse...

Às 8:29 em 1 maio 2018, Daera Produções disse...

Às 23:28 em 11 abril 2018, MARCELLO LOPES NEVES FILHO disse...

    Aqui vai o de João Pessoa.

   Fui uma vez. Mas a emoção e o sonho são sempre o mesmo. É a cidade brasileira de que mais gosto junto com Natal.

    

Já conheci esta maravilhosa capital, mas é sempre a primeira vez.  

João Pessoa

Marcello Lopes Neves Filho

Me sinto à toa
Em eu nunca ter ido a João Pessoa
Capital da Paraíba

Quanta gente boa

O dia em que para lá eu for
Por ela terei amor
Quem vê a região
Como um seco sertão
De cortar o coração
Não percebe a realidade
Não só de maldade
Existe o mar
Com seu sal
Um grande cristal
Indispensável à alimentação
Da paraibana população

Apesar de a pobreza ser realidade
Ocorre a maior das belezas
Muitos dos pais apesar da dificuldade
Sentem força de vontade
E dão aos filhos a oportunidade
De estudarem em uma Universidade
Na belíssima cidade

Valorize meu Deus essa gente
Onde da política é inocente

 Espero a sua amizade.

  Um abraço e fique com Deus!

Às 23:24 em 11 abril 2018, MARCELLO LOPES NEVES FILHO disse...

      Alquímedes:

      _____ Como vai?

      Seguem dois poemas meus.

      Um abraço e fique com Deus

      

Persistência

 

Para alguém na vida ser

É necessário em nós acreditar

Mesmo que um medíocre qualquer

Esteja da nossa capacidade a duvidar

Pra nos derrubar

Quem desiste no caminho

Jamais constrói um ninho

 

Com Oscar Wilde aprendi

E à ideia amadureci

Quem tem a humildade

As flores e os frutos tendem a crescer

Enquanto que a arrogância

O tempo faz apodrecer

 

 

Já dizia a canção

Do fundo do poeta do coração

A força do amor

De tudo é capaz alcançar

Não existe nenhuma impossibilidade

Para que qualquer vontade

Se transforme em realidade

 

Quando temos alguma dificuldade

De certas coisas de entendimento

Existe por perto um esperto

Querendo nos ridicularizar

Pra vantagem ele levar

Nessa hora é preciso ter persistência

Jamais nos deixar abalar

Com quem sabe menos do que nós

E só come o pó

 

         Verbo

 

Está escrito na bíblia

No evangelho de São João

No princípio era o verbo

Segundo a gramática

Uma palavra indicando ação

Na sua classificação

Existe o de ligação

Bobo apesar de parecer

Muito nunca fui

Quem não é

Pode um dia virar

Em um mesmo lugar

Só fica um museu

Jamais eu

      

Às 21:33 em 10 abril 2018, Daera Produções disse...

Fortalece teu coração
e traz de volta a canção
Aos jovens que não te virão
Que agora vejao e ousao
E qual o destino tão incerto
Fruto de desatinos
E círculos pelo deserto
Trazendo novos rumos
Aos pequeninos
trazendo alegria que desperta
Da sua volta repentina madura precisa e plena
Todas as voltas das chaves foram dadas
Torcida as maçaneta da porta para que entre de novo a esperança perdida
O cavaleiro já se foi muitas aguas já passaram
Mas quem vai mostrando em cada novo ciclo
A vida vai perdurando e a poesia segue transbordando música aprendida

Às 11:51 em 24 fevereiro 2018, Daera Produções disse...

Quando olho pra você
acende a chama do prazer
um delírio sensual
alegrando meu viver.
Quando olho pra você
é como o dia amanhecer
o anoitecer das estrelas do luar
está nos olhos de quem vê
a verdade do querer
o amor florescer no infinitivo pessoal.
Reze uma reza comprida
pra Santa luzia
um terço para Santa Clara
um pai nosso estelar
pra luz que reluz teus olhos
incendeia meu olhar.

 
 
 

© 2019   Criado por Daera Produções.   Ativado por

Relatar um incidente  |  Termos de serviço